articel-img

26 Jul 2018 03h20

Manoel Vilhena Saldanha

Rock na cidade da música country

Museu dedicado aos músicos apresenta exposição dos Stones

articel-img articel-img
img

 

Estávamos com toda a intenção de visitar o Country Music Hall of Fame, museu mais famoso de Nashville, e de fazer a visita conjunta ao Studio B, estúdio em que o Elvis fez várias gravações. Mas logo que chegamos em Nashville, o motorista de Uber nos disse que estava tendo uma exposição dos Rolling Stones em outro museu: o Musician Hall of Fame and Museum, que vinha a ser em frente ao apartamento em que estávamos hospedados.

 

Não restou dúvidas: como bons roqueiros, tínhamos que ver os Stones. Logo na entrada já víamos uma estátua da clássica boca nos chamando para dentro. Para ver a exposição teríamos que desembolsar US$ 39 dólares – bem salgada. Comprando em conjunto com a entrada da exposição permanente do museu, ficava US$ 55. Acabamos optando por esta opção, e visitamos os Stones em um dia e o museu no dia seguinte. Não nos arrependemos. As duas exposições foram maravilhosas!

 

A exposição dos Rolling Stones (The Rolling Stones Exhibit) era super interativa. Além de conhecer melhor a história da banda e ver seus instrumentos e roupas, era possível entrar em um backstage, ver o cenário da casa em que o Mick Jagger e o Keith Richards moraram antes da fama, mixar algumas das músicas que conhecemos tão bem e até ver uma apresentação de Satisfaction no Hide Park em 3D. No fim, é claro, uma daquelas lojinhas cheias de souvenirs irresistíveis.

 

Voltamos no dia seguinte para a exposição permanente. A proposta do museu é homenagear os músicos americanos, não só as estrelas, mas também aqueles que tocaram com elas. É dividido em duas partes: na primeira há vários objetos de músicos, cartas, instrumentos, discos etc. Na segunda, e mais divertida, é possível tocar diversos tipos de instrumentos: guitarra, baixo, bateria, teclado, percussão. Você também pode cantar “Hit the road Jack”, fazendo a voz principal ou o backing vocal, além de aprender a mixar uma música. Pode até ter o Ringo Starr como professor de bateria em uma aula individual (numa pequena TV). Saímos de lá com vontade de aprender a tocar todos os instrumentos. É incrível!

 

Não sabemos quanto ao museu da Country Music, mas o Musicians Hall of Fame é imperdível!